Digster por Lady Gaga

Voltar atrás
Ouvir com:
Adapta-se a:

Uma superestrela global, com Madonna como a única precedente no seu caminho. O sucesso equipara-se ao seu estilo, tão singular como chocante.

Conhecemos Lady Gaga com The Fame e dançámos ao som de “Poker Face”, “Just Dance” ou até “Telephone”, em colaboração com Beyoncé. Seguiu-se Born This Way para terminar a espera dos seus Little Monsters e o novo álbum está prestes a chegar às lojas.

Para entrar no mundo de Gaga, fica a playlist e algumas histórias que a cantora tem para contar.

Scissor Sisters – “Take Your Mama” lembra-me das festas em Brooklyn (…). Música fantástica. Muito Elton John, e cheia de alegria, coisa que todos precisamos na música.

Akon – “Beautiful” é verdadeiramente bonita, êxito clássico do Akon. Love you ‘Kon!

M.I.A – “Paper Planes”. Minha companheira, estudante árdua de arte. Tal como eu, a sua música demorou quase um ano na caminhada até ao topo. Mas trabalhámos muito e conseguimos.

Faith No More – “Epic”. Costumava fazer performances de peças gogo art, ao som desta música com a Lady Starlight, em Nova Iorque. Tão sexy, tão difícil. Grunge com um quê de hip-hop.

Neil Young – “Out On The Weekend” lembra-me do meu primeiro amor. Este tema faz-me sempre chorar.

Motorhead – “Ace of Spades”. Costumava ir ver uma banda tributo dos Motorhead na Mercearia Arlene. Eles eram espectaculares. Tocavam esta música e soava exactamente igual à versão original.

Britney Spears – “Unusual You”. Este é um tema tão bom. Ouvi o álbum “Circus” no avião, e quando cheguei a esta música parei e voltei a ouvir, vezes sem conta. É tão bonita, e tão triste, e adoro que tenha um som de qualidade misteriosa. É como se a canção tivesse sido posta numa casa de espelhos. Vai miúda. Excelente pop.

David Bowie – “Rebel Rebel”. Este é o hino da juventude rebelde. Acho que nunca ouvi esta canção sem uma cerveja na minha mão. Algumas músicas são mesmo assim.

Kanye West – “Coldest Winter”. Um dos discos mais maravilhosamente compostos e trabalhados que ouvi, em muito tempo.”